Confira as 5 melhores dicas para ser um programador de jogos

Confira as 5 melhores dicas para ser um programador de jogos

Por que os Oculus Rift são uma revolução no universo gamer?
06/19/2017
Desenvolvimento de Games: mostre para sua família que é coisa séria!
07/08/2017
Exibir Tudo

Confira as 5 melhores dicas para ser um programador de jogos

Muitos jovens sonham em ser um programador de jogos. Porém, como deve ser de conhecimento de quem se interessa por esta área, o mercado de games é um campo muito restrito.

Ter acesso ao que, de fato, fazem os desenvolvedores de jogos e quais tipos de formação esses profissionais têm acesso já é um ponto de dificuldade. Tudo isso atrapalha ou até mesmo, frustra as ambições de quem se interessa por essa carreira.

Por isso, não deixe de conferir nesse post 5 dicas fundamentais sobre como trabalham os programadores de jogos e o que fazer para se tornar um!

1. Entenda a diferença entre freelancer e desenvolvedor independente

Fonte da imagem: Giantbomb.com

Há uma clara divisão entre os programadores de jogos no que concerne ao regime de trabalho desse profissional. De um lado, temos os desenvolvedores independentes, e, de outro, os freelancers.

Os produtores independentes são identificados por se envolverem em todas as partes de um jogo, desde a ideia inicial — o tema do game — até a parte mais densa do trabalho que envolve programação.

Dado a complexidade dos processos envolvidos na criação e desenvolvimento dos jogos, é comum a contratação de outros profissionais para um auxílio em determinadas etapas do trabalho.

Os freelancers, de maneira geral, contribuem de forma pontual para o desenvolvimento dos jogos. A contratação desse profissional se dá, geralmente, por empresas que necessitam de auxílio em uma parte bem específica do projeto, como a criação do design das rodas de um carro para um game de corrida.

Geralmente, são pessoas que conciliam a atividade de programador de jogos com outro trabalho formal. Isso se deve ao fato desse mercado ainda não estar consolidado no Brasil.

Fonte da imagem: Codementor.io

Fonte da imagem: axiomdesigns.com

2. Conheça a formação e atuação dos programadores

Entre os programadores de jogos, seja ele produtor independente ou freelancer, podemos destacar aqueles que trabalham especificamente com programação e os que se dedicam ao design gráfico dos jogos.

É ele que fica a cargo da parte mais central do jogo, uma vez que é o responsável por desenvolver todos os códigos do game. Ele irá programar a movimentação do personagem pelo cenário, os recursos a serem utilizados na luta, entre outras coisas.

O profissional da programação deve ter uma formação sólida. Isso significa dominar os diferentes tipos de linguagem de programação e apresentar um bom raciocínio lógico. Nesse sentido, há cursos que ofertam uma excelente capacitação para quem se interessa por atuar nesse mercado.

O papel do artista gráfico, por sua vez, está ligado a identidade visual do jogo. Suas atribuições dizem respeito a estética dos personagens e a definição de cores e formas de um cenário, por exemplo.

Para artistas gráficos há também excelentes oportunidades de formação. Existem cursos voltados tanto para o desenvolvimento completo de jogos, até formatos mais restritos cuja abordagem é arte digital 3D e efeitos visuais.

Fonte da imagem: walldevil.com

3. Seja um profissional multifacetado

Devido ao mercado de jogos ainda estar em formação no Brasil, a maior parte das empresas de desenvolvimento de jogos preza por profissionais multifacetados. Ou seja, pessoas inteiradas da maior parte dos processos de desenvolvimento, o que abarca tanto a parte de programação quanto a de arte gráfica.

Fonte da imagem: uagamedev.blogspot

4. Saiba trabalhar em grupo

Saber trabalhar em grupo também é fundamental! Faz parte do dia a dia do programador de jogos conversar constantemente com diferentes profissionais das mais variadas áreas. A condição de trabalhar de forma isolada é reservada a um pequeno número de pessoas.

Global Game Jam em Vancouver. Fonte: theguidebook.ca

5. Procure aprendizado

Como em toda e qualquer profissão, a de programador de jogos guarda suas exigências. Tendo isso vista, não basta ser um gamer de alto nível e saber tudo que se passa no mundo dos games. Um bom desenvolvedor de jogos investe em sua formação e trabalha para desenvolver competências importantes para essa carreira.

Agora que você já tem uma noção do que um programador faz, aproveite para conhecer o Playgame, e entre nessa área que não para de crescer!

Start seu Futuro!

Vá até a escola SAGA mais próxima e matricule-se no Curso PLAYGAME