[+500] Entenda o que são desenhos vetoriais - Escola SAGA

[+500] Entenda o que são desenhos vetoriais

Vale a pena ter uma mesa digitalizadora? Veja as vantagens dela
03/02/2020
14 easter eggs incríveis em filmes e animações famosas
03/02/2020
Exibir Tudo

[+500] Entenda o que são desenhos vetoriais

Todo aficionado por tecnologia e arte já deve ter visto desenhos vetoriais, mesmo sem saber do que se trata. Esse tipo de desenho está saindo cada vez mais dos meios especializados e caindo no gosto do grande público por suas qualidades e vantagens.

Se você gosta muito de aprender e ainda está buscando alguma habilidade que possa ser usada em um trabalho remunerado, então talvez o desenho vetorial seja exatamente o que você procura. Ficou curioso e quer saber mais?

Confira o nosso post de hoje! Boa leitura!

O que são desenhos vetoriais?

Desenhos vetoriais são imagens que utilizam formas geométricas primitivas como linhas, curvas, pontos, formas e polígonos para a base de sua construção. Todos esses elementos são baseados em fórmulas matemáticas específicas para serem construídos.

Para desenhar esses formatos geométricos são usados vetores  daí vem o nome à técnica  apoiados em pontos ou nós. Estes definem pontos de começo, de fim e curvaturas de linha.

Qual é o seu diferencial em relação às outras imagens?

Antes de tudo, é necessário explicar que existem dois tipos de imagens: as vetoriais, já explicadas, e as raster — ou imagens de mapa de bits (bitmap). A diferença crucial entre elas está na estrutura.

Ao passo que imagens vetoriais baseiam-se em cálculos matemáticos para serem feitas, as raster são divididas em milhares de pixels, nas quais cada unidade guarda um tom de cor específico. As imagens bitmap são mais utilizadas na pintura digital.

Além delas, existem também as figuras de arte fractal, geradas a partir de um algoritmo matemático em um computador (como os vetores) e renderizadas como raster.

Qual é a principal diferença entre vetores e bitmap?

Não é à toa que desenhos vetoriais são tão populares entre profissionais da área de criação. Em primeiro lugar, o fato de serem calculadas matematicamente as torna escaláveis  ou seja, é possível aumentar ou diminuir suas dimensões sem perda de qualidade.

As imagens bitmap apresentam serrilhados e perda de definição assim que redimensionadas. Outro ponto forte é o tamanho dos arquivos.

Enquanto as raster precisam guardar informações de cor para cada pixel constituinte, tendo seu peso aumentado conforme seu tamanho também aumenta, as imagens vetoriais precisam apenas registrar seus atributos  os cálculos matemáticos usados. Elas são, portanto, muito mais leves.

Por fim, vale citar a capacidade de edição: uma imagem vetorial pode ser facilmente editada e refeita em um programa compatível sem perda de qualidade. Editar uma imagem bitmap, por sua vez, requer um grande esforço para garantir boa resolução e evitar uma aparência grosseira.

Quais são os melhores softwares vetoriais disponíveis?

As grandes estrelas da ilustração vetorial são o Adobe Illustrator e o Corel Draw. O primeiro tem ganhado destaque por sua performance mais estável e a sincronização com a suíte Adobe.

Para os entusiastas do software livre, existe o Inkscape, com excelentes atributos e que trabalha com a extensão SVG, recomendada pelo conselho gestor da internet (W3C). No entanto, até mesmo o Photoshop pode ajudar!

Com a ferramenta Pen Tool é possível criar seus desenhos do zero ou “vetorizar” por cima de imagens bitmap. Embora seja uma ferramenta de uso complicado no início, o estudo e a prática constantes logo transformarão você em um especialista na caneta!

Como criar um desenho vetorial?

Quando você clica em um local da tela usando a ferramenta Pen Tool, um ponto é criado. Esse ponto marca o início do desenho. Ao manter o botão do mouse pressionado e mover, você criará uma curva.

Dessa forma, quando criar o próximo ponto, clicando em outro local da tela, a ligação entre o primeiro e o segundo ponto será em forma de curva, e não uma reta.

Os profissionais sempre tentam usar a menor quantidade possível de ligações em um desenho. Por meio das curvas que os manipuladores das âncoras oferecem, é possível criar curvas bastante abertas ou bem fechadas.

Assim, quando o ponto final do desenho se encontra com o ponto inicial, a figura se torna completa e pode ser preenchida com cor. O preenchimento pode ser uma cor sólida ou um gradiente. O mesmo se aplica ao contorno da forma, no qual é possível alterar a espessura do traço e aplicar cores a ele.

Quando usar vetores?

Bem, agora que você já sabe tudo sobre desenho vetorial, talvez você esteja se perguntando para que, afinal, serve um. A resposta é bastante ampla, pois você pode usar o desenho vetorial para tudo. Um uso bastante comum é para a criação de logos de empresas.

É muito importante que exista um desenho em forma de vetor dos logos para que eles possam ser escalados para vários tamanhos e usados tanto para estampar uma pequena caneta quanto para um grande outdoor  tudo sem perder a qualidade.

Atualmente, os desenhos “flat” estão muito em alta: eles são uma abordagem minimalista focada na simplicidade de um desenho e possuem um aspecto mais limpo, com pouco ou nenhum degradê. Ou seja, esse tipo de desenho se beneficia muito da utilização de vetores.

Outro uso bastante comum é em jogos digitais para a criação de ícones, botões, personagens e cenários. Dependendo do desenvolvimento do jogo, pode ser necessário exportar o desenho vetorial para uma imagem bitmap para, então, inseri-lo dentro do game. Ainda assim é vantajoso utilizá-lo devido à possibilidade de redimensionamento.

Por fim, os vetores têm ótimos usos na criação de web sites. Os desenhos vetoriais podem ser incluídos com a extensão SVG diretamente em um código HTML. Assim, eles podem ser escalados à vontade, de acordo com a tela do dispositivo do usuário.

Caso você abra um desenho vetorial com extensão SVG em um bloco de notas ou editor de código, verá que o conteúdo está repleto de tags HTML para descrever o desenho.

Neste post vimos uma introdução sobre desenhos vetoriais: o que são, quais são suas vantagens, por que são preferidos pelas grandes mentes criativas, os softwares que podem criar e editar vetores, como criar um desenho vetorial e, por fim, para que eles servem.

Desenvolver a habilidade para lidar com os desenhos vetoriais pode ser um pouco difícil no começo, mas a curva de aprendizado é bastante rápida assim que você pega o jeito. Agora é só colocar as mãos na massa e criar incríveis desenhos!

E aí, gostou do post e está animado para começar a criar seus próprios logos, estampas e desenhos? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais e contagie seus amigos!