7 dicas para criar o design de personagens de games - Escola SAGA

7 dicas para criar o design de personagens de games

Como ser youtuber gamer: primeiros passos para realizar seu sonho
12/07/2018
A SAGA de Maurício de Sousa
02/18/2019
Exibir Tudo

7 dicas para criar o design de personagens de games

Você também é fã de games e tem o sonho de trabalhar nesse ramo? Então, não perca as dicas que descrevemos neste texto com todas as informações sobre como criar um design de personagens de jogos!

Trabalhar com a criatividade é um desafio diário para inúmeros profissionais, principalmente quando se trata de criar um personagem. Desenvolver características únicas para cada história promove uma aventura a cada projeto, transformando essa profissão em uma das mais emocionantes da atualidade.

Pensando nisso, criamos este texto com as principais dicas que vão ajudar você na hora de desenvolver um novo personagem para games!

Lara Croft (Tomb Rider) Imagem: gamedesigning

 

 

1. Definir a história e motivações dos personagens

Independentemente do meio de entretenimento, um personagem nunca pode ser apresentado sem ter um contexto. Elaborar um enredo a partir dos acontecimentos passados da sua personalidade é essencial para conseguir conquistar o público e fazer com que a sua figura ganhe o jogador.

Quando os personagens são desenvolvidos a partir de uma história, principalmente nos jogos, as chances do público se identificar são muito mais altas, gerando uma empatia com a trama.

Além de atrair mais interesse ao game, os jogadores passam a torcer pelo seu personagem, gerando um envolvimento muito maior na história do jogo. Outro fator importante são as motivações, pois por meio delas o público é capaz de analisar o comportamento dos personagens e compreender as suas ações a partir dos acontecimentos vivenciados por essas figuras.

Kratos (God of War). Imagem: forallnerds

2. Definir a aparência geral

O design de personagens abre um leque de infinitas possibilidades quando falamos sobre criar o semblante da figura de um jogo. É importante que todos os detalhes sejam planejados para que a fisionomia se encaixe no cenário do game.

Além disso, a aparência precisa demonstrar com facilidade toda a personalidade que envolve o personagem que está sendo criado. Alguns pontos definidos nesta etapa são:

  • linguagem corporal;
  • roupas em diferentes situações do jogo;
  • corte e cores do cabelo;
  • acessórios que vão fazer parte das roupas em cada etapa do game.

Todos esses pontos auxiliam na hora de conseguir transmitir informações essenciais do personagem para o público, facilitando o envolvimento e a construção de um relacionamento com o jogador.

Mario (Super Mario Bros) Imagem: nintendo

3. Escolher o nome do personagem

Existem vários nomes em destaque atualmente, mas o importante é usar uma opção que os jogadores possam gravar facilmente e que também tenha um significado relevante para a história do game.

O nome precisa caminhar com a personalidade criada para o personagem e deve transmitir, de uma maneira sutil, a força, sensibilidade, fraquezas e a história por trás dessa figura.

Por isso, uma das nossas principais dicas que você pode seguir nesta etapa é: fazer uma lista com os todos nomes que passaram pela sua cabeça e buscar o significado de cada um deles. A partir disso, é possível começar a eliminar as possibilidades que não se encaixam com o personagem até encontrar a opção mais adequada para essa história.

Blanka (Street Fighter). Imagem: playreplay

4. Utilizar deformações e exageros na criação do visual do personagem

Desde os primórdios dos jogos, é comum encontrarmos personagens com visuais inusitados e exagerados. Isso é muito cultural dentro da área dos games, e você pode abusar da criatividade na hora de definir como esse costume deve se encaixar no seu design.

Existem infinitas possibilidades de deformações e exageros para serem inseridos no seu design de personagens. Algumas dessas opções são:

  • deformações corporais, como exageros nos braços, pernas e cabeça;
  • utilização de cores chamativas em diferentes partes do corpo do personagem, como no cabelo;
  • roupas consideradas fora do padrão utilizado no dia a dia.

Sonic. Imagem: creativeuncut

5. Nunca esquecer as expressões

A maneira como um personagem se expressa no decorrer de um game é essencial para transmitir informações importantes aos jogadores, melhorando a experiência desse usuário. Por isso, durante o design, é essencial desenvolver diferentes expressões faciais e corporais para todos os momentos da trama.

As principais expressões que não podem faltar são: felicidade, tristeza, raiva, comemoração, decepção etc. Uma boa dica para conseguir pensar em todas essas possibilidades é sentar em frente ao espelho e fazer diferentes caras e bocas. A partir disso, fica mais fácil transmitir as suas próprias representações para o personagem.

Peter Vesterbacka (Angry Birds). Imagem: inc42

6. Ter referências

O design de personagens de games sempre é realizado por meio dos conhecimentos absorvidos no decorrer da vida do designer responsável por essa criação. Por essa razão, quanto mais conteúdo você puder adquirir em todos os aspectos possíveis, maiores são as chances dos seus trabalhos ficarem cada vez melhores.

A partir dessa inteligência, é possível notar um padrão de criação, tanto para personagens realistas quanto figuras inspiradas em cartoons. Sendo assim, é muito importante fazer uma junção de todas as inspirações possíveis para a criação da sua representação. A partir desse brainstorm de ideias, os insights vão começar a surgir de uma maneira surpreendente.

Video Game Testing. Imagem: gamedesigning

7. Realizar diferentes testes

Terminou a primeira versão do seu personagem? O design se trata de uma área de muita experimentação, por isso, depois de finalizar a primeira etapa de criação, é ideal passar por um processo de provas e testes para analisar o seu desenvolvimento.

Sendo assim, a nossa recomendação seria testar o desenho inicial com outras cores, expressões, acessórios, comportamentos, vestimentas, ou seja, mudar absolutamente tudo e testar novas possibilidades.

A partir desses testes, vai ser possível identificar pontos que podem ser melhor elaborados para aprimorar o desempenho do seu personagem dentro do contexto do jogo. Nesta etapa, também é muito importante contar com uma segunda opinião, de alguém dessa mesma carreira, para garantir que a sua criação está seguindo o caminho certo.

O design de personagens para games é um trabalho extremamente recompensador, uma vez que a sua criatividade vai ser admirada por jogadores do mundo inteiro. Por isso, é importante atualizar os seus conhecimentos com um dos principais cursos disponíveis nesse mercado e garantir que o seu trabalho seja cada vez melhor.

Se interessou pelo tema e quer começar a criar personagens de qualidade para jogos? Então, entre em contato com a gente para conhecer as nossas opções de cursos e se aventurar de vez no mundo dos games!