Tudo o que você queria saber sobre Pintura Digital. Confira!

Tudo o que você queria saber sobre Pintura Digital. Confira!

Conheça a versatilidade e as principais utilizações do Photoshop
05/17/2019
Mercado de games no Brasil: conheça as oportunidades
05/20/2019
Exibir Tudo

Tudo o que você queria saber sobre Pintura Digital. Confira!

A tecnologia já faz parte do cotidiano da maioria das pessoas. Com isso, o segmento de artes e design recebe cada vez mais atenção das empresas. A pintura digital é uma técnica que se popularizou graças a softwares como Adobe Photoshop, Gimp e muitos outros.

Você tem interesse em artes e design, vive ouvindo falar sobre a pintura digital e quer saber como é trabalhar com isso? Então veio ao lugar certo! A pintura digital é uma arte que ganhou o coração de amadores, artistas e, principalmente, do mercado.

Por esse motivo, é uma ótima opção para jovens criativos que precisam decidir sobre qual carreira seguir. E foi pensando nisso que elaboramos um guia completo com tudo o que você quer e precisa saber sobre pintura digital e as principais áreas de atuação.

Ficou curioso sobre a possibilidade? Então acompanhe o artigo e mantenha-se informado!

“Falling” de Amr Elshamy. Fonte: Adobe.

Afinal, o que é pintura digital?

É uma manifestação de arte gráfica feita exclusivamente por meio de softwares, principalmente o Photoshop. Essa técnica ganhou o mercado e disparou à frente da ilustração tradicional por ser muito mais rápida — não só de produzir, como também de modificar.

Além disso, a pintura digital fornece mais detalhes e permite que a arte seja realizada com alta qualidade e resolução, o que facilita seu uso em estruturas maiores, como banners impressos.

Tudo é possível por meio de ferramentas como pincéis especiais, aplicação de texturas prontas, filtros e com a utilização adequada de camadas (layers) que permitem a correção em qualquer etapa do trabalho.

A flexibilidade é a principal vantagem atribuída à pintura digital. Dessa forma, sua arte pode ser modificada e manipulada livremente, ao contrário dos métodos tradicionais não automatizados, nos quais um erro simples pode comprometer o trabalho por completo.

O Deviantart é um ótimo canal para pesquisar e encontrar exemplos de artes ou até mesmo portfólios de muitos profissionais dessa área.

Em que ela é utilizada?

Pensou em trabalhos criativos e artísticos de design? É isso mesmo! Para trabalhar com criatividade, você deve se interessar por várias manifestações artísticas como fotografia, cinema, pintura e afins. Um artista gráfico precisa das mais variadas referências para começar e também se manter atualizado.

Não é obrigatório saber desenhar de forma tradicional para se tornar um artista gráfico, mas é uma prática recomendada — assim você não fica totalmente dependente de softwares.

Esse profissional, portanto, pode trabalhar com o tratamento de imagens e criação de peças para impressão e publicação na web. É possível atuar em escritórios de design, publicidade e na indústria gráfica em geral, criando e tratando desde coisas mais simples e comerciais até, por exemplo, editoriais, capas de livros e artes para card games.

Também é possível atuar na área de arquitetura e urbanismo, na qual o artista projeta e organiza espaços internos e externos, levando em consideração critérios de estética e de conforto.

Aluno SAGA: Rodrigo Ramos

Aluno SAGA: Dennis Henrique

Aluno SAGA: John Pablo Queiroz

Quais são as técnicas e softwares utilizados?

Você já deve ter percebido que essa profissão exige capacitação específica, certo? No processo de aprendizado, é legal que o profissional de pintura digital crie um estilo próprio, mas para isso é necessário muito estudo e referências.

Alguns artistas gráficos (não só os iniciantes) tentam reproduzir trabalhos de profissionais que admiram pela técnica e pelo resultado final. Isso faz com que construam uma memória criativa que vai ajudar a criar soluções para seus projetos autorais.

Outra dica muito importante para quem está iniciando na carreira é elaborar um portfólio, mesmo que apenas com artes criadas na fase inicial de aprendizado. Dessa forma, o cliente que fizer a contratação pode analisar toda a produção e a evolução do profissional.

Deixando de lado os estudos e pensando na elaboração de projetos, vamos listar o passo a passo mais recorrente para a criação de uma pintura digital. Veja a seguir:

1. Planejamento

O primeiro passo começa com o planejamento da sua obra, ou seja, você precisa pensar sobre o projeto, definir quem será o público-alvo da arte e quais serão as técnicas e recursos utilizados.

Exemplo: a arte será para uso exclusivo na web ou também será impressa? Qual será a resolução? Quais técnicas devo utilizar? Apenas pintura digital? Edição de imagens? Haverá também elementos em vetorização?

É possível que você precise utilizar outros softwares além do Photoshop para alcançar o resultado desejado — pode necessitar de um programa de modelagem 3D ou de vetorização, como o Illustrator.

2. Pesquisa

Para garantir o melhor resultado possível, é imprescindível realizar uma pesquisa sobre técnicas, softwares e possíveis temas para a sua arte; além de buscar inspiração em obras existentes. Mas muito cuidado para não copiar, pois isso pode resultar em diversos problemas para o artista e para você.

Essa etapa é importante para definir o estilo e ter um briefing mais alinhado com o cliente. Para isso, é comum utilizar sites como o Pinterest, além do Google imagens. As referências não precisam ser apenas sobre o tema que será trabalhado, mas é interessante procurar referências do estilo que se deseja alcançar.

3. Esboço

Assim como no desenho e na pintura “analógica”, a pintura digital também conta com um esboço inicial. Portanto, antes de partir para a ilustração final, crie um esboço. Isso pode poupar tempo e correções.

Além disso, se possível, apresente os esboços para o cliente, especificando estilos que mostrem as referências selecionadas. Dessa maneira você poderá entregar um trabalho mais adequado às necessidades de cada pessoa.

4. Execução

Procure definir a volumetria geral da ilustração antes de ir para os detalhes. Determine proporções, elementos principais e profundidade.

Nessa etapa, é importante desenvolver o que foi planejado aplicando as técnicas de pincéis e ferramentas escolhidas. Procure trabalhar com camadas que proporcionem uma alteração mais fácil, caso seja necessário. Lembre-se de salvar versões diferentes durante a execução.

Para ter um controle maior sobre ajustes, no final, utilize camadas de correções de cor, de temperatura, de brilho e de contraste. Por fim, faça testes para ter a decisão final de sua arte digital, além de, claro, pedir a opinião do cliente sobre o resultado.

5. Apresentação

Na etapa final de apresentação do projeto, procure simular a aplicação da arte digital. O ideal é ter uma boa biblioteca de mockups para essas simulações. É importante avaliar se você conseguiu passar a mensagem que queria com o trabalho criado, além de pedir o feedback para melhorar suas técnicas.

Fonte: Wacom

Qual é a importância da teoria das cores?

Assim como na pintura “analógica”, a cor tem muita importância na pintura digital. E é exatamente por isso que é imprescindível estudar e dominar por completo a teoria das cores — uma vez que diferentes tonalidades são trabalhadas para gerar o resultado da pintura.

É por meio das cores que se cria a sensação de profundidade, os efeitos de luz e sombras, sendo esses fatores os responsáveis por dar emoção à obra. Para garantir um bom resultado, é importante utilizar diferentes tons e nuances, a fim de reforçar a história que está sendo contada na arte.

A paleta de cores deve ser escolhida de acordo com o objetivo da ilustração: cenas mais alegres combinam com tons quentes, enquanto cenas mais sérias se beneficiam com tons frios — que podem ser ótimas alternativas para contextualizar a imagem.

Vale lembrar que, para colorir determinado objeto, é muito importante não utilizar apenas uma cor. Opte sempre por, pelo menos, três variações para um resultado mais realista. Para uma ilustração digital ser considerada realmente boa, é importante respeitar os elementos básicos da pintura tradicional.

Ou seja, a composição, os efeitos de luz e sombra, as cores utilizadas e a profundidade são aspectos fundamentais para criar uma obra realista. Por isso, é imprescindível utilizar as camadas (layers) para aplicar todos esses detalhes em sua pintura digital.

Como atuar profissionalmente nessa área?

Se você é criativo, gosta de desafios e quer trabalhar com algo que ama, o primeiro passo é investir em cursos de capacitação. Busque conhecimento extracurricular e fique de olho em novidades e tendências das áreas de artes, criação e comunicação.

Pratique sempre e continuamente, e lembre-se de compilar seus trabalhos em um portfólio para demonstrar seu nível de destreza. Se a intenção for conseguir trabalho em grandes empresas futuramente, vale sempre a pena insistir, renovar o portfólio e reenviar — mesmo que receba uma resposta negativa.

Gostou de aprender sobre pintura digital? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas a novidades do universo gráfico, digital e artístico!

Fonte: Pinterest

Quais são as novas áreas de atuação?

O profissional que optar por trabalhar com pinturas digitais poderá contar com boas projeções para o segmento no Brasil. O mercado de jogos, tanto para consoles quanto para smartphones, cresce cada vez mais, e os desenvolvedores brasileiros estão investindo nessa possibilidade.

Outra área de atuação que está crescendo é a de quadrinhos, na qual ilustradores e roteiristas ganham cada vez mais destaque. As empresas necessitam de uma imagem única e distinta de seus concorrentes, e isso faz com que os profissionais de ilustração digital sejam muito procurados.

Mas o que muitos ainda não sabem é que o profissional que trabalha com pinturas digitais também pode atuar no mercado cinematográfico. Esse segmento tem mais alternativas, como a criação de storyboards — o artista cria os personagens e os cenários utilizados na animação.

O artista também pode atuar com o desenvolvimento de animações, uma área do mercado que apresenta demanda cada vez maior. Existem as animações tradicionais que são elaboradas quadro a quadro e que exigem conhecimento maior por parte do profissional.

Existe também o estilo de animação stop motion, que faz uso de bonecos posicionados para serem fotografados em cada ação. Entretanto, as animações 3D e motion graphics também são muito utilizadas. Estas exigem menos conhecimento sobre ilustração e mais entendimento de gráficos e modelagem 3D.

Se você pensa que acabou, está enganado. O artista que trabalha com pintura digital ainda pode atuar na área de edição de efeitos especiais para o cinema. Essa etapa geralmente é realizada por uma equipe especializada em inserir as artes criadas nas cenas para garantir que tudo fique bem encaixado e fluido.

Agora que você aprendeu tudo o que queria saber sobre pinturas digitais e as principais áreas de atuação no mercado de trabalho desse segmento, não perca tempo e entre em contato conosco para encontrar o melhor curso para seu perfil.

Start seu Futuro!

Vá até a escola SAGA mais próxima e matricule-se no Curso START